Apoio Apoio Apoio

Gerenciamento de projetos: Qual o valor para o seu negócio?

06 novembro 2017

Como citado no artigo anterior [leia aqui] Gerenciamento de Projetos: Conceito, história e relação de sucesso, o papel e importância da Gestão de Projetos vem crescendo de forma considerável nas organizações, tanto no setor privado quanto no setor público.

A crescente demanda por técnicas de Gestão de Projetos é, em partes, influenciada pela competição acirrada entre as organizações no desenvolvimento de seus negócios. Pela busca por clientes em um mercado cada vez mais exigente, que cobra produtos e serviços com qualidade e preços cada vez menores. E vivenciando a 4ª revolução industrial, na era da conectividade e das informações em tempo real, a variedade de ofertas exige que as organizações tenham lead times menores e maior agilidade no atendimento das necessidades do mercado consumidor.

Atualmente no Brasil, passamos por uma das piores crises de todos os tempos, sobretudo na construção civil. De acordo com o IBGE a construção, setor que mais impacta no PIB, vem caindo há 3 anos consecutivos e, apesar do leve aumento em julho desse ano, acumula queda de 14,3% desde 2013.

Diante desse cenário as organizações anseiam que seus projetos atendam determinados requisitos como prazo, custos, qualidade e escopo. Não é difícil encontrarmos projetos com prazos e custos extremamente arrojados – sendo mal gerenciados – que frente as primeiras adversidades, estouram os prazos e custos, prejudica a qualidade e escopo. Incorre em multas contratuais e diminui a satisfação e confiabilidade de seus clientes e patrocinadores.

Dados do Standish Group de 2016 apontam que apenas 29% dos projetos analisados foram entregues dentro do prazo, custo e com resultados satisfatórios;19% dos projetos falharam, isso significa dizer que foram cancelados antes da sua conclusão, pois os seus objetivos não seriam mais alcançados;E o mais preocupante, 52% dos projetos que foram entregues sofreram alteração, com um aumento médio dos custos de 189% e de prazo de 222%, ambos em relação ao previsto.

O PMBOK divide a gestão de projeto em cinco grupos de processos: Iniciação; Planejamento; Execução; Monitoramento e Controle; e Encerramento. Os 47 processos estão divididos entre os cinco grupos e são iterativos, isso significa que a medida que o projeto se desenvolve alterações nos processos e planos são necessárias.

Segundo o PMBOK a etapa onde o projeto é de fato concebido ocorre na iniciação. A certidão de nascimento, na forma de Termo de Abertura, indica as justificativas e objetivos esperados do projeto e as principais partes interessadas, porém uma etapa muito importante, que antecede a criação do Termo de Abertura e quase sempre negligenciada, é a elaboração do Business Case.

De forma simples o Business Case mostra os resultados de negócios esperados para aquele projeto, o que a empresa busca com a execução desse projeto. Geralmente alinhado ao planejamento estratégico da organização, como prospecção de novos clientes e aumento de Market Share, aumento de sua receita liquida, redução de custos ou desenvolvimento de novas tecnologias.

Se o projeto objetiva o lucro, sua viabilidade e retorno financeiro esperado deverá ser maior que a taxa de atratividade oferecida por instituições financeiras. Se o objetivodo projeto é olançamento de um novo produto no mercado.Seu valor de negócio poderá ser prejudicado caso um de seus concorrentesfaçaolançamento primeiro. Identificar previamente o valor que o projeto deverá entregar é crucial no sucesso ou fracasso do projeto.

Implementar uma metodologia de Gestão de Projetos pode contribuir para o sucesso dos projetos de uma organização, reduzindo os riscos de falhas, proporcionando aumento da qualidade, da capacidade de atendimento dos prazos e custos e consequentemente elevando o nível de satisfação dos clientes.

Entretanto apesar do uso da metodologia parecer simples, é necessária uma verificação constante do nível de maturidade e cultura organizacional da organização, implementando a metodologia de forma contínua e identificando qual valor de negócio a organização pretende alcançar para que os projetos estejam alinhados com as estratégias organizacionais.

Nos tempos atuais, a competição entre organizações,as exigências de redução de custos, maior confiabilidade no atendimento de prazos entregando o escopo com a qualidade prevista a gestão de projetos deixa de ser um diferencial competitivo e passa a significar a sobrevivência das organizações.

Fontes:

ALMEIDA, Kleider. Planejamento estratégico e metodologia de gerenciamento de projetos: uma vantagem competitiva para as empresas.

PMI. Um guia do conhecimento em gerenciamento de projetos. Guia PMBOK® 5a. ed. 2013.

 

Quer conhecer mais sobre Gestão de Projetos? Entre em contanto comigo pelo LinkedIn ou mande um e-mail para [email protected] E participe do Workshop ProjectYou realizado pela Difusão em Parceria com a APEAAP Jovem.